Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

PEDAGOGIA DO OLHAR (RUBEM ALVES)

Imagem
Educar é mostrar a vida a quem ainda não a viu. O educador diz: “Veja!” - e, ao falar, aponta. O aluno olha na direção apontada e vê o que nunca viu. Seu mundo Ele fica mais rico interiormente... Se expande.

E, ficando mais rico interiormente, ele pode sentir mais alegria e dar mais alegria que é a razão pela qual vivemos.

Já li muitos livros sobre psicologia da educação, sociologia da educação, filosofia da educação mas, por mais que me esforce, não consigo me lembrar de qualquer referência à educação do olhar ou à importância do olhar na educação, em qualquer deles.

A primeira tarefa da educação é ensinar a ver...

É através dos olhos que as crianças tomam contato com a beleza e o fascínio do mundo...

Os olhos têm de ser educados para que nossa alegria aumente.

A educação se divide em duas partes: Educação das Habilidades e Educação das Sensibilidades...

Sem a educação das sensibilidades, todas as habilidades são tolas e sem sentido.

Os conhecimentos nos dão meios para viver. A sabe…

ROTEIRO (CHICO XAVIER / EMMANUEL)

Imagem
No corpo humano, temos na Terra o mais sublime dos santuários e uma das supermaravilhas da obra divina.

A bênção de um corpo, ainda que mutilado ou disforme, na Terra, é como preciosa oportunidade de aperfeiçoamento espiritual, o maior de todos os dons que o nosso planeta pode oferecer.

O corpo é para o homem santuário real de manifestação, obra-prima do trabalho seletivo de todos os reinos em que a vida planetária subdivide.

Os aleijões de nascença e as moléstias indefiníveis constituem transitórios resultados dos prejuízos que, individualmente, causamos à corrente harmoniosa da evolução.

A energia mental é o fermento vivo que improvisa, altera, constringe, alarga, assimila, desassimila, integra, pulveriza ou recompõe a matéria em todas as dimensões.

Por isso mesmo, somos o que decidimos, possuímos o que desejamos, estamos onde preferimos e encontramos a vitória, a derrota ou a estagnação, conforme imaginamos.

Os acontecimentos obedecem às nossas intenções e provocações manifestas…

O SORRISO (TÂNIA POLON)

Imagem
O que temos a falar sobre o sorriso? É uma demonstração direta da alegria, por que não dizer? É uma exteriorização dos nossos mais arraigados sentimentos. Quando sorrimos, externamos nossa felicidade e convidamos às pessoas a caminharem conosco neste sentimento.

Se pensarmos que com um simples sorriso somos capazes de promover várias mudanças no nosso dia a dia e das pessoas, sorriríamos muito mais. Quantos dissabores já não foram evitados através de um simples sorriso? Quantos problemas já não foram superados pelo convívio com pessoas de alto astral? Quando alguém te perguntar algo constrangedor, não fique constrangido, simplesmente sorria!

Temos vários estágios do sorriso: o sorriso tímido que encanta a quem o recebe; o sorriso extrovertido que descongestiona as veias e as artérias de quem o dá e de quem o recebe; o sorriso solto que nos leva a percorrer momentos de grandes alegrias, e temos também, a gargalhada que é capaz de provocar um clima de muita descontração, sendo o estági…

DAS VANTAGENS DE SER BOBO (CLARICE LISPECTOR)

Imagem
O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar o mundo. O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo. Estou pensando."

Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espertos só se lembram de sair por meio da esperteza, e o bobo tem originalidade, espontaneamente lhe vem a idéia.

O bobo tem oportunidade de ver coisas que os espertos não vêem. Os espertos estão sempre tão atentos às espertezas alheias que se descontraem diante dos bobos, e estes os vêem como simples pessoas humanas. O bobo ganha utilidade e sabedoria para viver. O bobo nunca parece ter tido vez. No entanto, muitas vezes, o bobo é um Dostoievski.

Há desvantagem, obviamente. Uma boba, por exemplo, confiou na palavra de um desconhecido para a compra de um ar refrigerado de segunda mão: ele disse que o aparelho era novo, praticamente sem uso porque se mudara para a Gávea onde é fresco. …