Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

REFLEXÃO (TANIA POLON)

Imagem
Mais um ano chegou ao fim e refletimos...

O que plantamos no ano que passou para que possamos colher os frutos nesse novo ano ou nos próximos anos??? Se nós não buscarmos transformar a nossa vida através de ações concretas...

Muitos anos passarão sem que colhamos frutos, pois a árvore só nos dá frutos se cuidarmos bem dela...

Imaginemos a nossa vida como se fosse uma bela e frondosa mangueira...

Nascemos, crescemos, e somos educados para nos tornar pessoas adultas e amadurecidas...

Podemos deixar o tempo passar, e com certeza ele passará em branco, pois nada nos vem de regalo sem que impulsionemos nossa máquina para que ela produza frutos a nosso favor...

A hora é agora de despertarmos para o amor, para a paz, para a luz, a esperança, para a caridade...

Amar a si mesmo é respeitar o próximo. Amar o próximo é respeitar a si mesmo...

Paz em seu coração para que se sinta em equilíbrio para que possas fazer as escolhas certas para sua vida e para vida de outras pessoas. Tu…

FELIZ 2012 (TANIA POLON)

Imagem
QUE NO ANO DE 2012 POSSAMOS ESTAR ENVOLVIDOS NUM MOVIMENTO PELO AMOR... AMOR POR SI MESMOS... AMOR PELA FAMÍLIA... AMOR PELOS AMIGOS... AMOR AO PRÓXIMO...

QUE SE SINTAM COMPROMETIDOS COM A PAZ EM SUA VIDA E PAZ POR TODAS AS PESSOAS... PELO PROGRESSO EM SUAS VIDAS... PELO PROGRESSO DO SEU PAÍS... PELO PROGRESSO MUNDIAL...

QUE CAMINHEM JUNTOS NUMA VIBRAÇÃO CONJUNTA MENTAL DE AMOR, PAZ E PROGRESSO...

QUE AS PESSOAS BUSQUEM SE AJUDAR MUTUAMENTE ATRAVÉS DA SINTONIA QUE SENTEM UMAS PELAS OUTRAS E PELO PENSAMENTO POSITIVO...

QUE POSSAM ACREDITAR QUE O ANO DE 2012 SERÁ O MELHOR ANO DE SUAS VIDAS E QUE NA COMPANHIA DE DEUS POSSAM SE SENTIR CORAJOSOS PARA ATINGIREM TODAS AS SUAS METAS E OBJETIVOS EM SUAS VIDAS... QUE OS PENSAMENTOS SEJAM LEVES E SERENOS...

QUE OS SENTIMENTOS SEJAM DE AMOR E DE PAZ...

QUE A LUZ ADENTRE SEUS CORPOS, SUAS MENTES, SEUS LARES, SEUS TRABALHOS, CADA RUA, CADA CIDADE, CADA ESTADO, CADA PAÍS NO MUNDO E QUE A LUZ FLORESÇA COMO O SOL EM SEUS CORAÇ…

NEM TUDO É FÁCIL (CECÍLIA MEIRELES)

Imagem
É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.

É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada.

É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.

É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.

É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.

É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.

É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.

É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.

Se você errou, peça desculpas...

É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?

Se alguém errou com você, perdoa-o...

É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?

Se você sente algo, diga...

É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar?

Se alguém reclama de você, ouça...

É difícil ouvir certas cois…

CAMINHAR... (CRIS ANVAGO)

Imagem
Quero caminhar...

Pela estrada do amor...

Por vezes..

Difícil caminhada...

Mas eu sou feita de paixão...

O meu coração foi feito para amar...

Necessito que te ofereças a mim...

Não só metade...

Quero tudo...

Preciso de tudo de ti...

O teu olhar..o teu riso...

O teu corpo no meu...

Dá-me a tua mão...

Caminha comigo...

Lado a lado...

Vive os meus sonhos..

Vive na minha realidade..

Mas vive...

Em mim...

E deixa que eu viva...

Cada segundo...

Em ti...

Eu sou feita de sensações...

Paixão..

Amor...

Descobre-me...

Estou aqui...

Sempre para ti...

FOLHAS DE ROSA (FLORBELA SPANCA)

Todas as prendas que me deste, um dia,
Guardei-as, meu encanto, quase a medo,
E quando a noite espreita o pôr-do-sol,
Eu vou falar com elas em segredo ...


E falo-lhes d'amores e de ilusões,
Choro e rio com elas, mansamente...
Pouco a pouco o perfume do outrora
Flutua em volta delas, docemente ...


Pelo copinho de cristal e prata
Bebo uma saudade estranha e vaga,
Uma saudade imensa e infinita
Que, triste, me deslumbra e m'embriaga


O espelho de prata cinzelada,
A doce oferta que eu amava tanto,
Que reflectia outrora tantos risos,
E agora reflecte apenas pranto,


E o colar de pedras preciosas,
De lágrimas e estrelas constelado,
Resumem em seus brilhos o que tenho
De vago e de feliz no meu passado...


Mas de todas as prendas, a mais rara,
Aquela que mals fala à fantasia,
São as folhas daquela rosa branca
Que a meus pés desfolhaste, aquele dia...