PENSAMENTOS (CLARICE LISPECTOR)






“Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento”.


“Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro”.


“Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho”.


“Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome.


Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca”.


“Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós”.


“E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar”.


“Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil”.


“Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar”.

Comentários

NeiGio disse…
A Clarice é fantástica, amo!

Postagens mais visitadas deste blog

POEMAS E FRASES (SIMONE DE BEAUVOIR)

LIBERDADE (LANA NÓBREGA)

ESTAR EM PAZ CONSIGO MESMA (TÂNIA POLON)