domingo, 25 de setembro de 2016

ESTAR EM PAZ CONSIGO MESMA (TÂNIA POLON)












O que é de fato estar em paz consigo mesma? 


Estamos em paz conosco? 

Quando podemos dizer que estamos em paz de verdade?



Algumas pessoas te dirão que estar em paz consigo mesmas é não dever dinheiro a ninguém, pagar suas contas em dia, que as deixa dormir em paz. 

Mas de fato não dever a ninguém ou pagar suas contas em dias não significa que estamos em paz conosco. 

Pagar suas contas em dia é uma simples obrigação de todos nós e não há mérito algum nisso.



Outras dirão que o dever cumprido as deixam em paz consigo mesma. 

Que ao ter educado bem seus filhos muito bem, estarão em paz consigo mesmas. 

Mas e a responsabilidade social? 

Nós a cumprimos de fato? 

Sei que temos direitos e deveres a cumprir diariamente em nossa vida, mas é responsabilidade de todos nós estimularmos crianças a agirem de acordo com a ética, princípios como a honestidade, respeito com as escolhas alheias, não sermos preconceituosos, ensinarmos a serem cidadãos.



Valores e virtudes que deveriam estar internalizados em nós, como o respeito ao próximo, devido as inúmeras dificuldades enfrentadas por pessoas com dificuldades de locomoção, idosos, pessoas grávidas, não são respeitados e valorizados nos grandes centros deste país. 

Pessoas se esquecem de olhar ao lado. 

Muitas, acredito que por estarem cansadas da maratona olímpica que corre solta nas grandes cidades, fecham seus olhos, fingem que estão dormindo para não cederem até mesmo as cadeiras que são destinadas as pessoas com essas dificuldades. 

Estas pessoas podem dizer que estão em paz consigo mesmas?



Outras dirão que elas se responsabilizando pelas suas próprias vidas já as deixam em paz consigo mesmas. 

A maior obrigação de suas vidas é consigo mesmas.



Outras dirão que estar em paz consigo mesmas é realizarem um trabalho voluntário... 

Que o trabalho voluntário as fazem plenas, reais, que ao doarem-se ao próximo preenchem suas vidas de amor e felicidade. 

Que este trabalho lhes proporciona a maior felicidade que tiveram em suas vidas e que ao deitarem suas cabeças no travesseiro, sentem-se com o sentimento do dever cumprido, e que estão em paz consigo mesmas...



Daí pergunto... 

Essa pessoas são plenamente felizes? 

Estar em paz consigo mesmas as deixam completamente felizes?



Qual é a diferença entre ser feliz e ter felicidade? 

FELIZES estamos em alguns momentos de nossas vidas, são pequenos momentos que nos fazem felizes. 

FELICIDADE é mais completa, é o nosso estado de espírito. 

É quando somos felizes e valorizamos as pequenas coisas da vida. 

Quando abrimos nossos olhos da alma para enxergar: 

O sorriso do SER HUMANO.

O brotar de um grão de areia.

O florescer de uma flor.

O ir e vir das ondas do mar.

O descer sereno das águas de um rio.

O ser humano e a natureza em si estão repletos de temperos que nos leva a aprendermos a vivenciar a pura felicidade em nossas vidas...



Quando proporcionamos alegria aos outros, como se fosse um ímã, essa alegria retorna duplicada para nós. 

Muitas vezes, quando realizamos algo por outra pessoa, a pessoa mais necessitada somos nós. 

Eis a razão de tanta FELICIDADE que sentimos em AJUDAR AO NOSSO PRÓXIMO.



Se prestarmos mais atenção as pessoas ao lado, expulsaremos de perto de nós a tão dolorosa solidão. 

Quantas pessoas querem conversar conosco nas ruas, nos restaurantes, nos ônibus, nos metrôs, nas praças, em tantos lugares e fechamos nossos ouvidos para elas e depois pagamos altas somas em consultórios de psicólogos?



Muitas vezes não somos FELIZES por que não somos dóceis conosco.

Nos isolamos dos demais e sentimos um vazio profundo. 

Nunca se sabe quem será aquela pessoa que nos acolherá nesse ou naquele momento de nossa vida...



Ao fecharmos nossos olhos para as pessoas poderemos estar fechando nossos olhos para grandes coisas a serem realizadas em nossas vidas. 

Quem sabe não estamos diante do grande amor que tanto vislumbramos? 

De um novo amigo fiel e companheiro que nos acompanhará na nossa jornada? 

Quem sabe? 

Ninguém sabe, basta andar de olhos bem abertos para novas experiências! 

A vida pode ser diferente e melhor, depende das escolhas feitas por cada um de nós!!!


LIBERDADE (LANA NÓBREGA)









Dos eventos que nos surgem estão aqueles (muitos) que vêm para que (re)conquistemos a nossa liberdade.


Liberdade é algo paradoxo: porque advém sempre da destruição de um mundo antigo para o surgimento de uma nova realidade.


O caminho para a liberdade sempre exige enfrentamento: ato heroico para si. Para si. A liberdade é um inspirar-se de si mesma.



E por isso mesmo requer quebra, requer rompimento de estruturas e, muitas vezes, de relações que aprisionam.


A liberdade é também um abraçar a solitude: porque ninguém nunca saberá exatamente o que você passará para conquistá-la. O processo da liberdade é seu e de mais ninguém.


E mesmo que se encontrem abraços empáticos pelo caminho, só você sabe a dor de quebrar as estruturas antigas para, exausta e ferida, chegar ao outro lado do muro.


Mas aí vem o terreno fértil da liberdade: nela, você pode começar a descobrir a si mesma e a entender que tudo o que existia no mundo antigo, permanece lá e sobrevive sem você.


E que você que tirava pedaços de si para manter aquele mundo velho inteiro, agora pode começar a juntar seus pedaços e a se transformar em quem você sempre sonhou ser.


Ser de si é o maior presente que uma pessoa pode se dar.
Para que seus pés possam andar, para que seus olhos possam ver, para que seus sorrisos possam sorrir livres e amplos.


ESPIRITUALIDADE (LANA NÓBREGA)










A espiritualidade deve ser aquilo...



Que te ajuda.


Na construção do teu ser.


Na melhoria da tua alma.


E na reflexão sobre a tua existência.



A real espiritualidade chama...


À compaixão.


Ao amor.


À paz.




Nada que te censure...


Te oprima.


Te julgue.


Te condene.


Está relativo a espiritualidade.


Isso é coisa de homens.


Não de Deus.



O QUE FAREMOS DAS NOSSAS VIDAS? (TÂNIA POLON)









Vivemos em um planeta muito habitado... 


Imaginem quantos pensamentos e sentimentos não circundam nas mentes dos seres desse planeta?


O mundo está repleto de emoções. 


As pessoas criam formas e pensamentos no decorrer de suas vidas. 


Essa atmosfera propicia para que o planeta viva positivamente ou negativamente. 


Imaginem um pulmão cheio de fumaças tóxicas. 


Essas formas e pensamentos podem caracterizar um lixo tóxico.

Ou um ar puro que jorramos para nosso planeta através dos nossos pensamentos e sentimentos.


Muitas pessoas consomem-se diariamente num turbilhão de pensamentos e sentimentos nefastos.


Deixam de acreditar no potencial de força que habita dentro de si mesmas.


Se colocam na condição de coadjuvantes de suas próprias vidas.


O que fazemos de bom em prol do nosso planeta?


Cuidamos dos seres humanos, dos mares, dos rios, da natureza, dos animais, preservamos a água, a comida?


Estamos construindo um mundo melhor ou destruindo o lar das nossas futuras crianças?


Cuidamos dos nossos sentimentos?


Para que possamos criar um mundo melhor para nós e para as crianças.


É importante primeiramente que cuidemos dos nossos sentimentos.


Que sejamos dóceis e meigos conosco.


Que plantemos amor em nossos corações.

E assim distribuirmos sementes para que a felicidade cresça diariamente em nossas vidas. 


Quantas experiências de vida não são vividas diariamente em cada lar deste planeta? 


Somos uma enciclopédia repleta de conteúdos diversificados. 


Teríamos que escrever tantos livros que não teríamos tempo suficiente para ler tantas histórias.

Nem que vivêssemos uma vida de bilhões de anos. 


A humanidade é rica em histórias. 


Histórias personificadas a cada dia. 


Se registrássemos cada passo de cada pessoa não teríamos espaço suficiente para inserir tantos dados.


Nem no papel ou no disco rígido dos computadores.


O fundamental nesta vida é buscarmos estarmos em paz conosco.


E busquemos viver em equilíbrio para que possamos entrar em sintonia com as leis do amor e da paz interior...



20 PENSAMENTOS (ECKHART TOLLE)

1) O momento presente é a coisa mais preciosa que existe... As pessoas não percebem que agora é tudo o que é, não exi...