MÃE NOALANDÊSA (KIKA MENDONÇA)







É mãe. 

Ela é pintada no quadro em vértices, côncavos e convexos. 

Suas formas emolduram o amanhecer e a penumbra no décimo segundo de um prédio edificado. 

Suas preces são de mármore em resenhas na parede. 

Seus versos são palavras de amor para suas filhas. 

Quero ver minhas filhas crescerem, quero ser mãe, amiga e confidente. 

Oh! 

Pois sim! 

Ela é a mãe que fala o que vem à cabeça, não importa a rima, a sonata a ária. 

Ela faz prova de roupa e chama a costureira numa gradação espontânea: dona tecida, dona linha, dona agulha. 

A mulher olha por cima dos óculos numa rajada de sorrisos, e não bastava a entoação daquela sonata doida, ela ainda abre a boca pra chamar dona máquina; evidente que interrompi esse monólogo intrépido. 

Duas semanas dali, na loja de decoração ela chamou a recepcionista de dona toalha. 

Eu parei! 

Nossa! 

Será nascida da Excêntrica Família de Antônia, o filme na minha visão? 

Será nascida do “Minha Mãe é uma Peça”, o filme na visão de suas filhas? 

Ela é por ela mesma. 

A Nerd arruma os óculos, deita de bruços e atira o touch na tela do notebook , do tablet, do smartphfone, expressa a interatividade na sua rede social. 

Compartilha, publica, curte. 

Fala de SQL, Infopath e SharePoint. 

Transfere dados por blutue, como ela chama a aplicação de transferência dos smarts, conversa em tempo real por áudio do whatsApp, e não desafina em nada no parecer do elevador ao ver a mulher desafeminada. 

Lembra da Giovanna Antonelli e diz que é Antena da novela a Regra do Jogo. 

Risadas a solta, ela se manifesta dizendo: vou dar minha opinação a respeito do assunto. 

O vocabulário é o Noalandês, mistura daquele 1% de holandês e 99% de Noa, seu nome artístico. 

Você é mãe Noalandêsa. 

Você é proa, você é mastro, você é uma saga em capítulos.


Eu, assino essa crônica pelo seu dia, hoje. Na minha visão. Por mim mesma. Kika Mendonça.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POEMAS E FRASES (SIMONE DE BEAUVOIR)

VERSOS PARA A PAULINA (VICENTE PEREIRA)

LIBERDADE (LANA NÓBREGA)