CRÔNICA: HISTÓRIA DA FAUSTINA DO PILAR (VICENTE PEREIRA)





Vou-vos contar a história
Da Faustina do Pilar
Jovem madura e quente
E no amor era ardente
O seu sonho era casar.


Ela tinha quarenta anos
E nada nela mudou
Passava bem por sessenta
Tal era a vestimenta
Da roupa que sempre usou.


A Faustina era feiinha
Perdoa Senhor de céu
Coxeava a andar
Era gaga a falar
O Senhor nada lhe deu.


Namorou um americano
Que uma foto lhe pediu
Ela mandou de uma tia
Já velhota mas bem parecida
E o americano lá caiu.


Mas quando a veio visitar
Foi tamanha a emoção
Quando viu tamanho bode
Ele ficou que nem pode
E deu-lhe um ataque de coração.


Namorou um certo tempo
Com um cego de Alenquer
Mas quando foi o casamento
Deu-se um milagre e de momento
O cego ficou a ver.


Quando olhou para a Faustina
Ela riu-se de contente
E mesmo em frente altar
O homem não quis casar
Mas ficar cego novamente.


A Faustina pôs um anúncio
Que se queria casar
Foi tão grande a confusão
Apareceu um urso e um cão
Ela escolheu o urso polar.


Agora para terminar
Chegou ao fim o seu curso
A Faustina do Pilar
Lá acabou por casar
E dar ao mundo um Fausti-urso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POEMAS E FRASES (SIMONE DE BEAUVOIR)

LIBERDADE (LANA NÓBREGA)

ESTAR EM PAZ CONSIGO MESMA (TÂNIA POLON)