quarta-feira, 30 de novembro de 2011

VERSOS PARA A PAULINA (VICENTE PEREIRA)





Se tu fosses uma flor
Talvez fosses um malmequer
Mas como és o meu amor
És uma flor de mulher.

Durante os dias só penso
Na tua imagem Maria
Mesmo de noite só sonho
Com o que penso de dia.

Das muitas formas de amar
Mais de cem consigo saber
Uma é nunca te deixar
As outras, contigo viver.

Esteja eu onde estiver
E tu sempre no teu lugar
Corro sempre para ti
Como o rio corre para o mar.

Passeávamos ao luar
Quando a lua no entanto
Se esconde com as nuvens
Com inveja do teu encanto.

Dizem que o amor é doido
E há tanto doido para aí
Mas se ser doido é ser louco
Então sou doido por ti.

Tenho no peito sentida
A pessoa do meu viver
O amor da minha vida
Paulina minha mulher.

Como o nosso amor é grande
O que pode vir depois
Só o fruto desse amor
Os rebentos de nós dois.

Nenhum comentário:

20 PENSAMENTOS (ECKHART TOLLE)

1) O momento presente é a coisa mais preciosa que existe... As pessoas não percebem que agora é tudo o que é, não exi...